domingo, 28 de julho de 2013

A minha última semana!

Christopher McCandless: You know, about getting out of this sick society. Society!
Wayne Westerberg: [coughs] Society! Society!
Christopher McCandless: Society, man! You know, society! Cause, you know what I don't understand? I don't understand why people, why every fucking person is so bad to each other so fucking often. It doesn't make sense to me. Judgment. Control. All that, the whole spectrum. Well, it just...
Wayne Westerberg: What "people" we talking about?
Christopher McCandless: You know, parents, hypocrites, politicians, pricks.




Chappi a apanhar a bola, podia passar o dia nisso!



Vista do Lago

A famosa paelha do Jesus!

Ávila, uma cidade linda!!

Ávila

O rio que passa por debaixo da casa do Jesus.

O meu grande amigo Jesus!

Eu e o Iu, o inseparável companheiro.

Fotos: Lino Nunes

sexta-feira, 19 de julho de 2013

A insustentável leveza do ser



Mais um livro terminado. Este tem muito "food for thought" .

“A insustentável leveza do ser”

“O homem, porque não tem senão uma vida, não tem nenhuma possibilidade de verificar a hipótese através de experimentos, de maneira que não saberá nunca se errou ou acertou ao obedecer a um sentimento. Tudo é vivido pela primeira vez e sem preparação. Como se um actor entrasse em cena sem nunca ter ensaiado”.

Milan Kundera.

Miguel Gonçalves at TEDxLuanda


Fonte de inspiração para ouvirmos todos os dias!!


O Mestre e o Escorpião




Um grande mestre estava fazendo sua caminhada matinal, quando viu um escorpião que estava se afogando e decidiu tirá-lo da água. Apressando-se para salvar a vida do bicho, meteu a mão na água, mas quando o fez, o escorpião o picou.

Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando de novo. Rapidamente, o mestre tentou tirá-lo novamente da água e novamente o animal o picou.

Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse:

— Desculpe-me, mas você me parece muito teimoso! Não está percebendo que todas às vezes que tentar tirar o escorpião da água ele irá picá-lo?

O mestre respondeu:
— A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar!

Então, com a ajuda de uma folha o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida.


Nem as circunstâncias, nem as pessoas, nem nada, deveria mudar as coisas boas que temos em nós!

Nelson Mandela



Fez ontem, a 18 de Julho, 95 anos!!

Uma das pessoas que conseguiu o que praticamente era impossível... dedicou toda a sua vida a um sonho que acabou por concretizar. Um dos meus ídolos certamente.

Esta imagem tem um significado histórico. A África do Sul é o país organizador da Taça do Mundo de râguebi. Nelson Mandela usa um boné e veste uma camisola verde do equipamento springbok, a equipa que tinha sido símbolo do regime do apartheid, quando vai saudar o capitão da selecção sul-africana, o branco “afrikaan” François Pienaar. Este gesto é considerado um passo decisivo para a reconciliação entre brancos e negros. A selecção da África do Sul vence este campeonato do mundo.

É realmente preciso muita tolerância, determinação e vontade para tomar uma atitude destas. Para mim serve de exemplo e espero que inspire muita gente no seu dia-a-dia.

No entanto acho que a mensagem mais importante que este senhor nos deixa é que tudo é possível, e nunca devemos desistir dos nossos sonhos!!

O Sapo preparou um resumo muito bem elaborado sobre a sua vida que podem ver neste link: http://noticias.sapo.mz/especial/nelsonmandela/vida/





quarta-feira, 17 de julho de 2013

alguém que se sente um pouco como eu...

vamos pensar sobre isto...
O vídeo contém uma mensagem que toca a todos nós e é cheio de verdade por toda parte.
 muito bom...

segunda-feira, 8 de julho de 2013

sábado, 6 de julho de 2013

El cantante...





Y nadie pregunta 
Si sufro si lloro 
Si tengo una pena 
Que hiere muy hondo 

Yo soy el cantante 
y mi negocio es cantar 
a los que me siguen 
mi cancion vine a brindar 

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Eles andem por aí!!


 Photo: “A true zombie is nothing more than an unconscious being apathetically and lifelessly lumbering across the planet buying and consuming everything in its path, unsatisfied, unfulfilled, anxious and unstill.” -Judith Froemming 

The Rise of the All-Consuming Self: http://goo.gl/Q3z1Y
“A true zombie is nothing more than an unconscious being apathetically and lifelessly lumbering across the planet buying and consuming everything in its path, unsatisfied, unfulfilled, anxious and unstill.” 

Judith Froemming 

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Feelings...

Umas das minhas cantoras favoritas... Nina Simone! Não basta cantar bem... se sentirmos o que cantamos passamos para outra dimensão... e na dança o mesmo!! Feelings


Feelings


Feelings, nothing more than feelings,
Trying to forget my feelings of love.
Teardrops rolling down on my face,
Trying to forget my feelings of love.


Feelings, for all my life I'll feel it.
I wish I've never met you, girl;
You'll never come again.


Feelings, wo-o-o feelings,
Wo-o-o, feel you again in my arms.


Feelings, feelings
Like I've never lost you
And feelings like I've never
Have you again in my heart.


Feelings, for all my life I'll feel it.
I wish I've never met you, girl;
You'll never come again.


Feelings, feelings like I've
Never lost you
And feelings like I've never have you
Again in my life.


Feelings, wo-o-o feelings,
Wo-o-o, feelings again in my arms.
Feelings...

A teoria da porta ao lado

A PORTA DO LADO

Aqui está mais uma filosofia para bem viver. Desta vez do médico Drauzio Varella. Diz esse senhor que temos um nível de exigência absurdo em relação à vida que queremos. Absolutamente tudo tem que dar certo, e que, às vezes, por aborrecimentos mínimos, somos capazes de passar um dia inteiro amudados e mal dispostos.
 

Tal como ele diz: " A "Porta do lado" pode ser uma boa entrada ou uma boa saída... ", vou tentar lembrar-me disso.

Ele deu um exemplo trivial, que acontece todos os dias:

"É quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu na garagem (ou pode ser na vaga do estacionamento do shopping). Em vez de simplesmente entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa, pragueja, esperneia e estraga o que resta do seu dia.
Eu acho que esta história de dois carros alinhados, impedindo a abertura da porta do motorista, é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor, e de outras, pior.
Tem gente que tem a vida muito parecida com a de seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes.
Será que nada dá errado pra eles? Dá aos montes. Só que, para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença.
O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote. Que "audácia" contrariá-los! São aqueles que nunca ouviram falar em saídas de emergência: fincam o pé, compram briga e não deixam barato.
Alguém aí falou em complexo de perseguição? Justamente. O mundo versus eles.
Eu entro muito pela outra porta, e às vezes saio por ela também. É incómodo, tem um freio de mão no meio do caminho, mas é um problemasolúvel. E como esse, a maioria dos nossos problemões podem ser resolvidos assim, rapidinho. Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas, um deixar barato.
Eu ando deixando de graça... Pra ser sincero, vinte e quatro horas têm sido pouco prá tudo o que eu tenho que fazer, então não vou perder ainda mais tempo ficando mal-humorado.
Se eu procurar, vou encontrar dezenas de situações irritantes e gente idem; pilhas de pessoas que vão atrasar meu dia. Então eu uso a "porta do lado" e vou tratar do que é importante de fato.
Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão por que parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado."
Quando os desacertos da vida ameaçarem o seu bom humor, não estrague o seu dia... Use a porta do lado e mantenha a sua harmonia. Lembre-se, o humor é contagiante - para o bem e para o mal - portanto, sorria, e contagie todos ao seu redor com a sua alegria. A "Porta do lado" pode ser uma boa entrada ou uma boa saída... Experimente!" (Dráuzio Varella)

Curiosidades da língua

Curiosidades
A origem de algumas palavras ou expressões

BODE EXPIATÓRIO - A expressão significa que alguém recebeu a culpa de algo cometido por outra pessoa. A origem está num rito da tradição judaica. Simbolicamente, o povo depositava todos os seus pecados num bode, que era levado até o deserto e abandonado. Dessa forma, acreditava-se que as pessoas estariam livres de todos os males que tinham feito.


BOICOTE – Charles Boycott era um soldado inglês que, em meados do século XIX, abandonou o exército e fugiu para a Irlanda. Lá, arrumou um emprego de cobrador. Sua postura implacável em cobranças e despejos fez com que ficasse odiado pela comunidade local, que passou a recusar-lhe a venda de qualquer coisa, inclusive comida. Literalmente boicotado, Charles Boycott foi obrigado a voltar para a Inglaterra.

CACHORRO QUENTE – O sanduíche, composto de pão com salsicha quente já existia. Era servido no bar do Pólo Ground em Nova York (o mais importante estádio de Beisebol dos Estados Unidos), no início do século XX, sendo bastante apreciado, principalmente naqueles dias mais frios. Um cartunista da época, conhecido como T.A. Dorgan fez certo dia uma charge irônica: um cachorro bassê freqüentando o esnobe Pólo Grounds. O nome hot dog pegou e o sanduíche universalizou-se já devidamente batizado com esse nome.

FORRÓ – Ao contrário do que se pensa, a palavra não surgiu de “for all” que, segundo algumas versões, denominava o convite a bailes promovidos pelos soldados americanos, quando instalados em Natal durante a Segunda Guerra Mundial. Na realidade, forró é uma abreviação de “forrobodó”, nome dado a bailes populares no Nordeste no começo do século.


LUA DE MEL - A expressão vem do inglês honeymoon. Na Irlanda, na Idade Média, os jovens recém- casados tinham o costume de tomar uma bebida fermentada chamada mead, composta de água, mel, malte, levedo, entre outros ingredientes. A poção deveria ser consumida durante um mês (ou uma lua). Por isso esse período passou a ser chamado de lua-de-mel.

XEQUE-MATE – É o nome do último lance do jogo de xadrez. A palavra vem do persa “Sháh-Mát”, que significa “o rei está morto”, ou seja: jogo ganho.

SALÁRIO – A palavra vem do sal. Originalmente do vocábulo latino salarium. É que os soldados romanos recebiam seu pagamento em sal, que depois trocavam por frutas, roupas, etc. Com o tempo salarium passou a significar soldo, ordenado, salário.

NHENHENHÉM – significa conversa interminável em tom de lamúria, irritante, monótona, resmungo. Essa expressão vem do tempo do descobrimento. Nheë, em tupi, quer dizer falar. Quando os portugueses chegaram ao Brasil, eles não entendiam aquela falação estranha e diziam que os portugueses ficavam a dizer "nhen-nhen-nhen".

MARIA-CHIQUINHA - Era muito comum em Portugal que as meninas prendessem os cabelos em dois tufos laterais, para que eles não atrapalhassem nos trabalhos domésticos. Como muitas delas se chamavam Maria Francisca, nome comuníssimo na época e até hoje em Portugal, esse jeito de pentear ficou conhecido como maria-chiquinha.


COLOCAR NO PREGO - A origem dessa expressão vem do fato de que nas antigas casas comerciais – tabernas, empórios, farmácias – existia um prego onde o comerciante espetava as contas de quem pedia para pagar depois. Quando o freguês retornava para quitar a dívida, o dono tirava os papéis do prego, somava os valores e cobrava. Colocar no prego é colocar no pendura, comprar fiado, pagar depois. Ainda hoje alguns comerciantes, que não gostam disso, exibem um cartaz bem visível que avisa: “Fiado só amanhã”.


DE CABO A RABO - Significado: Total conhecedor. Conhecer algo do começo ao fim. Histórico: Durante o período das grandes navegações portuguesas, era comum se dizer total conhecedor de algo, quando se conhecia este algo de "cabo a rabah", ou seja, como de fato conhecer todo o continente africano, da Cidade do Cabo ao Sul, até a cidade de Rabah no Marrocos (rota de circulação total da África com destino às Índias).

DOURAR A PÍLULA - Antigamente as farmácias embrulhavam as pílulas amargas em papel dourado para melhorar o aspecto do remedinho. A expressão dourar a pílula significa melhorar a aparência de algo ruim.


FAZER NAS COXAS - As primeiras telhas do Brasil eram feitas de argila moldada nas coxas dos escravos. Como os escravos variavam de tamanho e porte físicos, as telhas ficavam desiguais. Daí a expressão fazendo nas coxas, ou seja, de qualquer jeito.


MARIA VAI COM AS OUTRAS – D. Maria I, mãe de D. João VI, foi considerada incapaz de governar, sendo afastada em 1792, acometida por controversos males mentais. Passou a viver recoilhida e era vista apenas quando saía para passear a pé. Devido a seu estado, jamais ia só. Sempre era acompanhada por algumas damas de companhia. O povo, quando a via assim, levada pelas damas, comentava: “lá vai D. Maria com as outras”. Atualmente, a expressão é dada para aquelas pessoas sem determinação, que não têm opinião própria, concordando sempre com o que os outros dizem ou fazem.

O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER VER – Diz-se da pessoa que não quer ver o que está bem na sua frente. Nega-se a ver a verdade. Parece que a expressão surgiu em 1647, em Nimes, na França, na universidade local. Naquela época, o doutor Vicent de Paul D'Argenrt fez o primeiro transplante de córnea em um aldeão de nome Angel. Foi um sucesso da medicina da época, menos para Angel, que assim que passou a enxergar ficou horrorizado com o mundo que via. Disse que o mundo que ele imagina era muito melhor. Pediu ao cirurgião que arrancasse seus olhos. O caso foi acabar no tribunal de Paris e no Vaticano. Angel ganhou a causa e entrou para a história como o cego que não quis ver.


VÁ SE QUEIXAR AO BISPO - No tempo do Brasil colônia, por causa da necessidade de povoar as novas terras, a fertilidade na mulher era um predicado fundamental. Em função disso, elas eram autorizadas pela igreja a transar antes do casamento, única maneira de o noivo verificar se elas eram realmente férteis. Ocorre que muitos noivinhos fugiam depois do negócio feito. As mulheres iam queixar-se ao bispo, que mandava homens atrás do fujão.


RESPOSTA LACÔNICA – Felipe da Macedônia (norte da Grécia), queria unir todos os povos gregos sob seu domínio. Armou então um poderoso exército e partiu para a conquista de outros territórios, onde se fez aclamar rei. Esparta, porém, resistiu. Os espartanos ocupavam a região sul da Grécia, chamada Lacônia. Felipe cercou as fronteiras da Lacônia e enviou a seguinte mensagem aos espartanos: “Se não se renderem imediatamente, invadirei suas terras. Se meus exércitos as invadirem, pilharão e queimarão tudo o que vocês mais prezam. Se eu marchar sobre a Lacônia, arrasarei sua cidade”. Alguns dias depois Felipe recebeu uma resposta. Abriu a carta e encontrou somente uma palavra escrita: “SE” . Daí a denominação de lacônica a respostas secas e curtas.

Achei Interessante..e vocês? Conhecem mais alguma?

Fonte: Blog Cultura Popular