quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Poesia do O'neal





domingo, 24 de fevereiro de 2013

Visual Poem:

Spirit of salsa 2013

Vim a Espanha com amigos, reencontrar outros e fazer mais. Que belo fim de semana

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Piet Mondrien

Não percebo nada de pintura, mas já vi muitos padrões deste tipo por aí. Aprendi hoje, através de literatura que nada tem a ver com o caso, que se trata da influência do trabalho de um pintor chamado Mondrian.

Cá ficam algumas imagens do seu trabalho.













What I want to express with my work? The harmony through balance of lines, colors and planes, but only in the strongest terms.


Piet Mondrian

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Manual dos Inquisidores - António Lobo Antunes



O Top de Vendas de livros mostram os melhores livros?
De certeza que não... tanto que não me lembro de este estar lá.
Este livro do Lobo Antunes é no meu ponto de vista espectacular apesar de dificil digestão. No entanto não tenho medo de afirmar que fiquei fã do escritor (junto ao único Saramago) e que este é dos que mais gostei de ler.

É um orgulho que tenho, ler em português livros tão bons, de autores portugueses! 

«(...) os operários da fábrica que discursavam na rua a tratarem-nos por camaradas, a prometerem-nos casas de graça, a afirmarem que éramos livres e eu pensei
- Livres de quê?
já que a miséria permanecia a mesma só que com mais gritaria, mais bêbedos e mais desordem por não haver polícia» - Eis o retrato do pós de 25 de Abril que Lobo Antunes nos desenha em traços de quase caricatura no seu livro O Manual dos Inquisidores.
Uma obra que nos fala acerca do fascismo vigente antes e mesmo depois do 25 de Abril cuja narração é feita por personagens que se sucedem e alternam, que se revelam ao serem inquiridas por um narrador incógnito (trata-se, no fundo, de um romance eleborado pelas próprias personagens). O autor trabalha este romance no sentido de torná-lo, de algum modo, intemporal, constituindo uma amálgama do ontem e do hoje, apresentando-nos um elenco de tipos sociais que ainda persiste nos nossos dias, na tentativa de mostrar-nos que, se calhar, a sociedade não terá evoluído tanto como as pessoas o pretendem.